O governo de São Paulo quer que o Cade abra as investigações e o esquema de delação premiada acertada pela Siemens em relação ao propinoduto instalado desde 1998 no Estado envolvendo licitações fraudadas de trens, metrô, equipamentos para usinas e outros, de braço dado com a Alstom, Bombardier e outras empresas.

O processo corre em segredo de justiça e só o Ministério Publico de São Paulo e Ministério Publico Federal têm acesso. O que se sabe, contudo, é que conhecidos nomes são citados nas investigações, entre eles, os de Robson Marinho, Tião Farias, Romeu Alves Pinto, José Amaro Pinto Ramos, Claudio Mendes, Jorge Fagali Neto e outros.

Published On: 06/08/2013Categories: Gerais

Compartilhe

Leave A Comment

Relacionados