A Justiça Eleitoral manteve multa a quatro vereadores reeleitos de Belo Horizonte e um ex-vereador por manter sites com verbas públicas. Os portais, segundo a Justiça, eram

destinados à divulgação de suas atuações, além das próprias candidaturas durante a última campanha eleitoral no ano passado. O valor estipulado como pena foi de 25 mil UFIRs (Unidade Fiscal de Referência), equivalente à cerca de R$ 25 mil para cada um. Na decisão, que é de segunda instância, o juiz diretor do Foro Eleitoral, Manoel Morais, afirmou que a medida tem caráter pedagógico aos parlamentares condenados. Na ação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu, além da multa, a cassação do mandato dos acusados, mas a Corte Eleitoral considerou suficiente apenas a aplicação da pena financeira.

Foi punido com multa o vereador Daniel Nepomuceno (PSB), que depois de reeleito se tornou secretário de Serviços Urbanos na PBH; o presidente da Câmara Municipal da capital, Léo Burguês (PSDB); Bruno Miranda (PDT), que também assumiu a secretaria de Esportes e Lazer no governo de Marcio Lacerda (PSB), e Joel Moreira Filho (PTC). Além dos quatro parlamentares da atual legislatura, foi multado o ex-vereador Alberto Rodrigues (PV) que não conseguiu se reeleger.

Published On: 13/06/2013Categories: Gerais

Compartilhe

Leave A Comment

Relacionados