Centrais sindicais organizam manifestações contra a reforma trabalhista no dia 10.

Dia Nacional de Protesto, Luta e Mobilização acontece nesta sexta-feira em todo o Brasil.

Em conjunto com as demais centrais sindicais, a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) participa, nesta sexta-feira (10), em diversas cidades do País do Dia Nacional de Protesto, Luta e Mobilização contra a Lei 13.467, da reforma trabalhista, que entra em vigor no próximo sábado (11).

Além de consolidar o enfrentamento à reforma, as entidades estarão nas ruas contra outros projetos que retiram direitos dos trabalhadores, como a reforma da Previdência, a terceirização e o arrocho salarial contra os servidores públicos.

Antonio Neto, presidente da CSB, afirma que a unidade do movimento sindical é fundamental para a organização dos trabalhadores.

“Vamos às ruas do Brasil no dia 10 dizer a esse governo que não ficaremos calados diante do desmonte do Estado e das conquistas da classe operária. Vamos, unidos e organizados, mostrar a nossa força”, analisou Neto.

Para o secretário-geral da Central, Alvaro Egea, é muito importante que todos mostrem posição contrária à agenda de retiradas de direitos promovida pelo governo.

“É fundamental que os trabalhadores saiam às ruas de todo o Brasil para expressar o repúdio da classe ao desmonte dos direitos sociais e trabalhistas”, disse.

 

 

Published On: 08/11/2017Categories: Destaques SAEMG

Compartilhe

Leave A Comment

Relacionados